Sabia que 76% dos gestores portugueses considera prioritário investir em tecnologia?

Sabia que 76% dos gestores portugueses considera prioritário investir em tecnologia?

Um estudo feito recentemente pela QSP-Consultoria de Marketing revelou que as principais prioridades apontadas pelos gestores das empresas portuguesas são a criatividade, a integração de pessoas de diferentes culturas e a tecnologia.

76% dos gestores considerou que investir em tecnologia é prioritário. Sendo que 55% admitiu ter “dificuldades em implementar tantas novidades” em simultâneo e 57% reconheceu que não conseguia implementar novas tecnologias “rapidamente”.

Apesar da maioria dos gestores portugueses considerar prioritário investir em tecnologia, ainda é notório algumas dificuldades para que isso realmente aconteça.

55% admitiu ter “dificuldades em implementar tantas novidades” em simultâneo

A realidade é que muitas empresas continuam a cair neste erro perigoso. Que é querer abraçar todas as novidades em termos tecnológicos. Claro que é bom acompanhar as tendências do mercado, acompanhar aquilo que está a ser feito noutras empresas e a ter sucesso a nível nacional e até mundial.

Mas a tecnologia não pára de mudar.Quem consegue acompanhar este ritmo? Ninguém. Acompanhar cada novidade não só é impossível como inútil.

O ponto crítico aqui não é dominar a tecnologia mas sim saber o que ela pode fazer pela sua empresa.

Ou seja, qual é o real impacto na redução de custos, na redução de horas de trabalho inúteis ou por exemplo na faturação?

Por outro lado, as empresas têm realidades e necessidades diferentes.E como tal é preciso descortinar quais as necessidades da sua empresa bem como qual a sua prioridade.

Será criar mais comunicação e colaboração entre os colaboradores? Criar processos mais centrados no cliente? Ter mais mobilidade e flexibilidade no lançamento de faturas?

57% reconheceu que não consegue implementar novas tecnologias “rapidamente”

É importante não esquecer que toda a empresa é uma espécie de máquina, onde muitas peças operam em conjunto,seguindo processos pré-definidos

Uma peça fundamental são as pessoas. E quando se lida com pessoas, nem sempre é fácil fazer mudanças processuais rapidamente. É preciso prepará-las e motivá-las para a mudança.

Por outro lado, implementar uma nova tecnologia implica preparação e planeamento.

Mas existem formas de acelerar estas realidades.

Uma delas é apostar num parceiro de gestão que não só tem experiência em implementar tecnologias,como sabe preparar e motivar as pessoas para a mudança.Com formação e acompanhamento ao longo de todo o processo estrutural.

Na kwalit, essa é uma realidade diária.

Apostamos na formação dos seus colaboradores, porque sabemos que quando munidos de conhecimento e segurança as mudanças processuais tornam-se mais rápidas e seguras.Se precisar de um parceiro de gestão que o ajude a implementar novas tecnologias de forma estruturada e consistente fale com a kwalit.