Acreditada no Projecto 2020 -kwalit

kwalit empresa acreditada no âmbito do projecto Portugal 2020

A kwalit passou a ser uma entidade acreditada no âmbito de projectos simplificados do quadro de financiamentos do Portugal 2020.

Nesse sentido, disponibilizamo-nos para o apoiar em actividades de consultoria de gestão, implementação e  desenvolvimento de software , melhoramentos dos seus processos de negócio , entre outros.

O que é o Portugal 2020?

Trata-se de um programa adotado entre Portugal e a Comissão Europeia com o objetivo de melhorar a política de desenvolvimento económico, social e territorial em Portugal entre 2014 e 2020.

Portugal irá beneficiar de 25 mil milhões de euros até 2020, com prioridade de intervenção em quatro domínios temáticos: Competitividade e Internacionalização; – Inclusão Social e Emprego; – Capital Humano; – Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos;

Como pode beneficiar do Portugal 2020?

O Portugal 2020 está dividido em programas operacionais temático com destaque para os quatro domínios temáticos acima citados e programas operacionais regionais a saber:

  • Regiões menos desenvolvidas (PIB per capita <75% média UE): Norte, Centro, Alentejo e Açores); taxa de financiamento 85% a fundo perdido.
  • Regiões em transição (PIB per capita entre 75% e 90%): Algarve) – taxa de financiamento 80% a fundo perdido.
  • Regiões mais desenvolvidas (PIB per capita> 90%): Lisboa e Madeira); taxa de financiamento 50% (Lisboa) e 85% (Madeira) a fundo perdido.

Quais os critérios de elegibilidade dos beneficiários do Portugal 2020?

  • Estarem legalmente constituídos;
  • Terem a situação tributária e contributiva regularizada perante, respetivamente, a administração fiscal e a segurança social, a verificar até ao momento da assinatura do termo de aceitação, sem prejuízo de em regulamentação específica aplicável ao FEADER e ao FEAMP se definir momento distinto;
  • Poderem legalmente desenvolver as atividades no território abrangido pelo PO ou PDR e pela tipologia das operações e investimentos a que se candidatam;
  • Possuírem, ou poderem assegurar até à aprovação da candidatura, os meios técnicos, físicos e financeiros e os recursos humanos necessários ao desenvolvimento da operação;
  • Terem a situação regularizada em matéria de reposições, no âmbito dos financiamentos dos FEEI;
  • Apresentarem uma situação económico financeira equilibrada ou demonstrarem ter capacidade de financiamento da operação;
  • Não terem apresentado a mesma candidatura, no âmbito da qual ainda esteja a decorrer o processo de decisão ou em que a decisão sobre o pedido de financiamento tenha sido favorável, excepto nas situações em que tenha sido apresentada desistência;
  • Encontrarem -se, no âmbito do FSE, certificados ou recorrerem a entidades formadoras certificadas, quando tal seja exigível nos termos do n.º 3 a 5 do artigo 12.º;
  • Não deterem nem terem detido capital numa percentagem superior a 50 %, por si ou pelo seu cônjuge, não separado de pessoas e bens, ou pelos seus ascendentes e descendentes até ao 1.º grau, bem como por aquele que consigo viva em condições análogas às dos cônjuges, em empresa que não tenha cumprido notificação para devolução de apoios no âmbito de uma operação apoiada por fundos europeus;

Quais os prazos de candidatura?

As candidaturas a este tipo de incentivos abriram no passado dia 15 de Maio.

Para saber mais informações consulte o site oficial.