6 melhores práticas ERP - kwalit business software solutions

Conheça as 6 melhores práticas para escolher um ERP

Selecionar um ERP pode ser uma tarefa complicada.

Até porque é necessário ter em conta as necessidades e as particularidades de cada empresa.

Mas existem um conjunto de boas práticas que devem ser postas em prática na escolha de um ERP.

Sabe quais são? Acompanhe o artigo e conheça as 6 melhores práticas na escolha de um ERP.

6 melhores práticas na escolha de um ERP

     1.Inclua utilizadores reais

Quando está a analisar um ERP, procure sempre testar com utilizadores reais em vez de fictícios. Porquê?

Porque quando testa com utilizadores reais torna-se mais fácil identificar necessidades e problemas.

E nesse sentido, é importante fazer um levantamento dos principais utilizadores e das suas principais funções.

     2. Considere a escalabilidade

Tenha sempre em atenção a escalabilidade de um ERP, principalmente em duas direções.

Por um lado se consegue acompanhar a evolução das suas necessidades e por outro lado se lhe permita diversificar as suas necessidades.

Neste sentido, é importante analisar a presença de upgrades e as funcionalidades adicionais que oferecem.

     3.Fale com especialistas

Na seleção do seu ERP, procure falar com empresas especialistas.

Nomeadamente com consultores de software que são peritos em analisar as suas necessidades e os seus principais requisitos.

Oferecendo-lhe também um serviço completo, desde do planeamento, implementação e formação.

     4.Saiba mais sobre o suporte ao cliente

Tenha sempre em atenção se o negócio que fizer contempla o suporte ao cliente.

Verifique como funciona, quais os canais onde estão disponíveis, se têm documentação técnica e para onde deve ligar sempre que tiver um problema.

     5. Verifique as diferenças

Na escolha do seu software procure sempre ter acesso a toda a informação, de forma a fazer uma escolha consciente e assertiva.

Procure ler revisões do produto e documentação técnica, ter acesso a depoimentos de utilizadores, referências e demos. E não se esqueça de fazer comparações com outros produtos de forma a fazer uma compra mais informada.

     6.  Faça bem as contas

Para calcular com clareza o investimento que vai fazer é necessário sempre fazer as contas.

Por isso não se esqueça de contemplar todos os aspectos, desde o licenciamento, implementação, formação, manutenção e suporte.

Só quando faz o cálculo do investimento, é que consegue ter uma estimativa daquilo que realmente pode poupar e do impacto que pode ter nos custos indiretos e na aquisição e retenção de clientes.

Saiba mais sobre a nossa solução Exact Globe Next aqui e perceba como este ERP pode fazer a diferença na sua empresa.

Ou ainda consulte o artigo Exact Globe Next mais do que um ERP.