Ja-fez-o-raio-x-a-comunicacao-interna-da-sua-empresa-kwalit

Já fez um raio x à comunicação interna da sua empresa?

A comunicação interna é sem dúvida, uma das áreas mais esquecidas pelas empresas.

Não que os gestores, não achem relevante. Mas ter consciência da importância da comunicação interna e agir de acordo, ainda vai uma longa distância.

Ou seja, é como aquelas coisas que toda a gente acha indispensável: ter uma alimentação saudável, beber 1,5 l de água por dia, fazer exercício físico, etc…

Mas depois na prática nunca chega realmente a acontecer.

Com a comunicação interna a história é muito semelhante.

E se este é o seu caso, então está a deixar de lado vendas, novos clientes e muito dinheiro.

Espreite aqui o artigo sobre comunicação interna e identifique qual a cor da sua comunicação e que impacto tem na sua empresa. 

De acordo com a psicóloga Madalena Lobo num artigo desenvolvido pela Hamlet a comunicação interna é vital para qualquer empresa. E pode ser designada como uma comunicação negra, cor-de-rosa ou neutra.

A comunicação negra trata-se de uma forma de comunicação interna onde se comunica apenas para falar sobre o que não está bem na empresa. Tem uma carga negativa associada e os aspetos positivos e a celebração conjunta são muitas vezes ignorados.

Este tipo de comunicação é desadequado, assusta as pessoas e pode contribuir para uma reação de inércia. Por isso antes de partilhar algo de negativo sobre a empresa, reflita sobre qual é a melhor de o fazer e o que as pessoas podem fazer com essa informação.

A comunicação cor-de-rosa é o reverso da comunicação negra. É uma forma de comunicação interna onde toda a informação partilhada é irrealisticamente otimista, para que as pessoas se mantenham motivadas e produtivas.

O problema com este tipo de comunicação é que ao pintar um quadro tão cor-de-rosa da empresa pode gerar um sentimento de infantilização ou de desconfiança. Por isso antes de partilhar informação positiva, reflita como é que pode transmitir essa informação com otimismo e esperança mas de forma equilibrada, objetiva, verdadeira e realista.

Por fim, a comunicação neutra é uma forma de comunicação interna onde a emoção não tem lugar. É uma comunicação mais formal, inodora, insossa e incolor. O que pode levar a um total descrédito e desinteresse.

De acordo com Madalena Lobo a comunicação para ser absorvida precisa de ter uma componente emocional. Ou seja, as pessoas precisam de se relacionar com uma “história”, com um apelo ao contributo ou até com uma dose certa de humor.

Por isso na comunicação interna da sua empresa procure comunicar com frequência, de forma equilibrada tanto as boas como as más notícias e com um objetivo claro de orientação e mobilização para a ação. Permita que os seus colaboradores se sintam informados, orientados e com o sentimento de que a empresa é a sua segunda casa.

Qual é a cor da comunicação interna da sua empresa?

*Fonte: Artigo desenvolvido pela Psicóloga Madalena Lobo